quinta-feira, 25 de abril de 2013

BOLSA PARA RESIDÊNCIA EM ARTES VISUAIS - BOLSA IBERÊ CAMARGO

Foi lançada hoje, dia 25, a Bolsa Iberê Camargo de residência em Artes Visuais.

Este ano, a bolsa irá contemplar três artistas com residências de dois meses de duração, entre outubro e dezembro deste ano, em um dos destinos oferecidos: MAMbo, em Bolonha, na Itália; CRAC, em Valparaíso, no Chile; e Kiosko, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

O prêmio também cobre passagens aéreas e oferece um auxílio no valor de R$ 8 mil para custos durante o intercâmbio.

 A Bolsa Iberê Camargo é um programa de residência internacional destinado a artistas brasileiros, que proporciona aos selecionados uma imersão em sua produção e o aperfeiçoamento de suas habilidades, a partir da realização de um projeto em um importante centro de arte no exterior.

Criada em 2001 com o objetivo de fomentar a produção artística contemporânea do Brasil, a iniciativa já selecionou, até o momento, 20 artistas para participar dos programas de intercâmbio. Além deles, a cada edição, um dos inscritos é escolhido para integrar o programa Artista Convidado do Ateliê de Gravura – projeto que possibilita aos seus participantes trabalhar uma semana com a prensa que pertenceu a Iberê Camargo, com o objetivo de produzir obras inéditas. Finalmente, a cada ano, outros dez inscritos recebem destaque no site da Fundação, em reportagens que apresentam seus trabalhos ao público.

Ao longo de sua primeira década de existência, a Bolsa se estabeleceu no cenário nacional como uma das mais importantes iniciativas do gênero, estabelecendo um fluxo cultural e uma importante rede de trocas e experiências entre a produção artística nacional e a internacional. Os vencedores de 2001 a 2004 participaram de temporadas de estudo nos Estados Unidos, na França e na Inglaterra. A partir de 2005, a Bolsa começou a selecionar dois artistas por ano. Desde então, houve programas de residências em Portugal, França, Estados Unidos, México, Uruguai, Argentina e Colômbia.

Entre 2010 e 2011, foi realizada na sede da Fundação a exposição Convivências: Dez anos da Bolsa Iberê Camargo, que reuniu trabalhos dos 14 selecionados pela iniciativa ao longo de sua primeira década de existência.

Mais Informações no SITE